| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions. Connect your Gmail, DriveDropbox, and Slack accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize all your file attachments. Learn more and claim your free account.

View
 

Controle

Page history last edited by Alexandre Lima 11 years, 6 months ago

MP3 Download

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

01 Crush Hi-Fi - Delete

02 Walverdes - Mesmo Assim

03 Grenade - Sweet Gloves

04 Pin Ups - Lack of Personality

05 Vacine - O Eremita

06 Universo Paralelo - Universal

07 Os Ambervisions - Eu Amo Ricky Martin

08 Astromato - Sem Saber

09 Madeixas - Drunk Joke

10 Tods - Saturday

11 Screams of Life - Moonlight

12 Enzime - Suicide Street

13 Pelvs - No More Excuses

14 Fuso - Terra de Heróis

15 Sanchez - Cidade das Flores Murchas

16 Thee Butchers Orchestra - Son of a Scorpio

17 Minds Away - Gjorn

18 Noção de Nada - Sempre Ter

19 Shed - Passion

20 Neo - Longe Daqui

21 First Resist - This Day

22 Dago Red - Marianne Teddy Bear and Flies

 

Texto do Jornal A NOTÍCIA em 08/04/2001

http://www1.an.com.br/2001/abr/08/0ane.htm 

 

Selo joinvilense Estelar Music lança CD com festa 

Quatro bandas fazem show hoje para celebrar o "Controle"

Rubens Herbst 

 

Joinville - Pela segunda vez, o selo joinvilense Estelar Music rastreia a cena roqueira independente do Brasil e traz à tona boas novidades, condensadas na coletânea "Controle". As 22 bandas presentes - seis delas de Santa Catarina - contribuem com uma faixa cada, revelando um variada gama de estilos e uma qualidade que o grande público nem sonha existir longe das rádios e dos programas de auditório. O lançamento oficial do CD acontece hoje, no Big Bowlling, com a Festa Estelar, animada por Astromato (Campinas), Sanchez, Stereotroia (Joinville) e Low Tech All Superstars (Blumenau).

Depois de esgotadas as 500 cópias da coletânea "Em Órbita" (1999), a Estelar se uniu ao selo paulista Underpress para garantir uma prensagem maior (mil exemplares) e distribuição mais ampla do novo projeto. Nele, o esquema é diferente de outras coletâneas do gênero, em que as bandas pagam para participar e depois recuperam o investimento recebendo um determinado número de cópias. Já em "Controle", os grupos cederam suas canções gratuitamente, para em seguida adquirirem os CDs a preço de custo e revendê-los. Segundo Elton Costa, 23 anos, dono e faz-tudo da Estelar, esse processo tem menos riscos e a bandas - que normalmente contam cada tostão - não precisam desembolsar antecipadamente.

Se "Em Órbita" era dominada pelas guitar bands, "Controle" apresenta uma maior diversidade de estilos. "É para atrair um público mais amplo", explica Elton. Mas não pense em arroubos românticos, pandeiros ou barulheira extrema. Na maioria das faixas, devaneios guitarrísticos convivem com melodias harmoniosas e ganchudas, como demonstram Shed (Taboão da Serra - SP), Neo (Curitiba) e os campineiros do Astromato. Com duas demos e o CD "Melodias de uma Estrela Falsa", lançado no final do ano passado, na bagagem, o grupo está pronto para o estrelato com seu power pop com letras em português.

A face suave (com eventuais passagens noise) do estilo se revela nas canções dos cariocas do Pelvs, dos paranaenses Grenade (eminentemente acústico), Universo Paralelo (com pitadas orientais) e Tods (melancolia em dia de sol) e os gaúchos do Screams of Life, que fazem uma espécie de "MPB ruidosa". 

Entres os mais afeitos à pauleira bruta, destaque para o hardcore destruidor do Noção de Nada e os gaúchos Walverdes, que comprovam, com seu fabuloso mix de punk e heavy, que são um caso único no Sul do País. Os melhores elementos do grunge (crueza, melodia e vocais fortes) formam o som do First Resist, de Santos, enquanto o Dago Red, de Fortaleza, joga Iggy Pop e Velvet Undergound no liquidificador do bom gosto. O melhor, no entanto, fica reservado para a violência dos consagrados paulistas do Pin Ups (ainda com Alê nos vocais) e de seus conterrâneos do Thee Butchers Orchestra, cujo psychobilly demencial é uma grata surpresa.

É preciso dizer, porém, que as bandas catarinenses não fazem feio perante os colegas de outros Estados. Vindas de Blumenau, Enzime, Madeixas e Minds Away mostram personalidade explorando diferentes vertentes do rock'n'roll. Enzime faz hardcore melódico com riffs e vocais de primeira; Madeixas compensa o som abafado com ótimas melodias e perfeita interação entre vozes femininas e masculinas; e o Minds Away aposta em fraseados delicados com um leve acento folk. 

Os Ambervisions, da Capital, são apenas competentes em sua surf music, e o joinvilense Vacine presta tributo aos gloriosos Pixies em "O Eremita", sem envergonhá-los. Também de Joinville, o Sanchez reitera a premissa de que a garagem é o melhor lugar do mundo para se fazer rock básico e poderoso. "Cidade das Flores Murchas" não reproduz o ataque do grupo ao vivo, mas faz aumentar a doce sensação de que o disco de estréia já está demorando. 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.